Por que apenas poucas pessoas que visitam a academia efetivam a sua inscrição?

Os estímulos que nos ajudam na tomada de decisão para o consumo não diferem. O que estimula uma pessoa a consumir um bem ou um serviço, é o mesmo mecanismo que a leva a frequentar uma academia.

O consumidor é regido, basicamente, por desejos e necessidades. Em tempos de consumo excessivo, como os que vivemos hoje, tantas são as ofertas, que desejo e necessidade se confundem. Compensação, vaidade, aceitação, ainda que sejam conceitos subjetivos, são algumas das reais motivações que impulsionam o consumo.

Isto explica o fato de que, muitas vezes, ao entrar em estabelecimentos comercias que reúnem nossos itens favoritos, adquirimos coisas que não são realmente necessárias ou, ao menos, objetivamente necessárias. Na maior parte das vezes, buscamos satisfazer nossos desejos.

Afinal, se temos frio, podemos nos aquecer com um casaco qualquer (e a necessidade está satisfeita), porém preferimos nos agasalhar com “aquele” casaco de grife (onde o desejo por uma marca ou estilo superam nossa necessidade de apenas nos protegermos do frio).

Talvez este seja o principal motivo pelo qual, em média, apenas 3 em cada 10 pessoas que visitam uma academia efetivam a sua inscrição.  A importância da atividade física é suficientemente clara na mente dos consumidores. Afinal, a mídia se encarrega de divulgar esta mensagem.

Tampouco podemos dizer que seria pela falta de apoio da classe médica. Trata-se apenas de uma necessidade que ainda não se transformou em um verdadeiro desejo. Um desejo forte o suficiente para que estas pessoas se convençam a frequentar uma academia.

LAmoroso
www.lamoroso.com.br

Fonte:Luiz Amoroso
Leia o original aqui:
Por que apenas poucas pessoas que visitam a academia efetivam a sua inscrição?

Deixe seu comentário